Dica rápida: Baru do Cerrado

Infecções sexualmente transmissíveis: entrevista com a Dra. Valéria Correia, Infectologista.
20 de junho de 2016
Vídeo-Receita:”Quinoto de Funghi”
27 de junho de 2016
O consumo de castanhas e outras oleaginosas além de garantir a ingestão de alguns nutrientes essenciais é uma ótima forma de segurar a fome entre uma refeição e outra.
Fui na loja de ervas essa semana e descobri uma castanha típica do cerrado que é rica em ferro e zinco além de antioxidantes naturais: o BARU!

Os óleos da amêndoa do baru são tão ricos em ômega 3 (com 81% de ácidos graxos insaturados) quanto os peixes. Além disso, a amêndoa é rica em vitamina E, que também tem função antioxidante, e compostos fenólicos (como ácidos gálicos, cafeicos e elágicos) que têm ações anti-inflamatórias e de reforçar a imunidade.

O sabor é um pouco mais “forte” do que a castanha do Pará por exemplo… Mas super vale a pena experimentar!



Muitas vezes, na mídia de nutrição “fitness”, somos seduzidos por alimentos mágicos que, apesar de ótimos, são difíceis de serem encontrados por aqui ou então são caríssimos!



Eu acredito que nosso país é rico demais para desperdiçarmos nossas riquezas! Temos muitos alimentos tropicais que são ótimos para a saúde! 





Por isso lanço um manifesto: vamos valorizar os ‪#‎produtosdoBrasil‬ !




Um salve ao Baru!



1 Comentário

  1. Anônimo disse:

    Assino embaixo. Somos um país com riqueza enorme de produtos naturais. Não conhecia o Baru. Vou procurar e comprar porque é super nutritivo. Bjs M

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *