Dica rápida de salada para os dias corridos: PALMITO!

ENTREVISTA com a Sexóloga Priscila Junqueira: Especial Dia dos Namorados!
12 de junho de 2016
Palestra sobre o impacto da adesão nos resultados do tratamento (e considerações livres sobre a arte de se comunicar)
19 de junho de 2016
A semana está corrida e não deu tempo de passar no hortifruti? Minha salada coringa: palmito + tomate!
 
O palmito em conserva dá pra ter em casa sempre e o tomate eu compro em estágios diferentes de amadurecimento para durar mais…

Confesso que sou apaixonada por palmito desde criança e queria muito fazer um post em homenagem ao meu amiguinho…



Daí pedi ajuda pra super-nutri Maria Carolina Borba e olha o que ela nos contou:

“O palmito é um alimento de origem vegetal, retirado do miolo de algumas espécies de palmeiras (juçara, pupunha e açaí, por exemplo) e está presente em várias preparações, desde saladas, pastéis, tortas, pizzas e etc.
Tem baixo valor calórico, é rico em fibras e também fornece cálcio, ferro, fósforo, potássio, magnésio, vitaminas A, B e C.
É um excelente alimento para a manutenção da saúde óssea e para auxiliar no processo de crescimento das crianças, além de atuar no sistema imunológico, ajudar a controlar a pressão arterial e diminuir a retenção de líquidos devido a ação do potássio que está presente no palmito.
Após a isenção pela ANVISA do registro dos palmitos em conserva, foi criado o selo Palmito Seguro pelo instituto do mesmo nome. O objetivo desse selo é garantir a sustentabilidade, responsabilidade social e segurança alimentar do produto, e já pode ser encontrado em diversas embalagens de palmito pupunha do país e passou a ser uma exigência por parte do consumidor.
Para ser consumido, o palmito deve ser fervido durante 15 minutos, eliminando o excesso de sódio presente na salmoura. É importante salientar que a falta de higiene em embalagens ou no próprio manuseio do alimento pode contaminá-lo com uma bactéria chamada Clostridium botulinum que causa o botulismo. Por isso, tenha sempre atenção ao escolher o produto, observando a integridade da embalagem e não compre latas amassadas ou que estejam estufadas pois é um sinal de que nesse produto há crescimento de bactérias nocivas à saúde.”
Carolina, muito obrigada pela consultoria e pelo carinho! 

Sigam a nutricionista no instagram: @nutricionistacarolinaborba
Uma ótima noite a todos! 

2 Comentários

  1. Anônimo disse:

    Depois do que li sobre o palmito vou passar a consumir mais. Não sabia que ele era tão nutritivo… Além disso é riqueza brasileira! Mais uma ótima dica. Bjs M

  2. Fábio Ribeiro disse:

    Gostei do post, me inspirou a fazer uma salada de palmito. Mas desconfio que essa história de cozinhar por 15 minutos não é nada pra retira o sal. Para isso deveríamos deixar de molho e trocar a água algumas vezes, como se faz com o bacalhau, por exemplo. O cozimento, na verdade, é porque apesar de selo, Anvisa etc, comer o palmito ainda é perigoso no Brasil, porque a fiscalização do produto pelos órgão de governo e institutos ambientais não é confiável.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *