Vídeo: “Power capuccino” – versão vegana! (e mais: um bate papo sobre transição alimentar e algumas novidades)

Vídeo: Sexualidade e Hormônios (com a Sexóloga Priscila Junqueira)
3 de abril de 2017
“Gordura no fígado” (Esteatose Hepática) – como evitar?
10 de abril de 2017
Bom dia a todos!
O post de hoje é um vídeo contando a receita de um grande queridinho na minha rotina: o “power capuccino”. E também um bate papo sobre transição alimentar e o valor sentimental de certos alimentos nas nossas vidas.

Quem me acompanha desde o blog antigo deve se lembrar desta receita, que é um trunfo “termogênico” para o café da manhã. O “power capuccino” faz parte da minha rotina há muitos anos e tem um grande valor sentimental para mim.


Receita do “power capuccino” que postei no blog antigo

Quando decidi começar minha transição vegana, um dos elementos de entrave eram justamente esses alimentos que tinham um certo valor sentimental para mim… 

Eu acredito que são justamente esses elementos que podem atrapalhar quem busca uma transição para uma alimentação (e uma vida) mais saudável.

Por isso, alimentos como a “coxinha de jaca” ou a de “frango com batata doce” fazem tanto sucesso (não por serem iguais à coxinha original mas por despertarem o mesmo sentimento em relação ao alimento). E é por isso que iniciativas como o “açougue vegano” também fazem tanto sucesso (e geram tanta polêmica).

Decidi conversar com vocês sobre isso em vídeo e aproveitar para contar como eu consegui adaptar o meu power capuccino para uma versão vegana – o que me ajudou muito na minha transição!

Espero que gostem!

Vídeo




Ingredientes:

– 3/4 de xícara de leite vegetal (de aveia, de arroz, de amêndoas…);
– 1/4 de xícara de leite de côco;
– 1 colher de chá (cc) de café solúvel;
– 1 cc de cacau em pó + 1 cc de açúcar de côco (opcional) (pode ser substituído por 1 cc de achocolatado);
– 1 pitada de canela em pó (ou 1 rama de canela);
– 1 pitada de gengibre em pó;
– 1 pitada de guaraná em pó;
– 1 pitada de chá verde em pó.

Modo de preparo:

Colocar tudo numa leiteira e aquecer; mexer durante o processo. NÃO DEIXAR FERVER!
O preparo leva alguns minutinhos.
Depois é só se deliciar!


Um forte abraço a todos e uma ótima semana!

1 Comentário

  1. Anônimo disse:

    Você tem toda a razão. Mudar radicalmente a dieta é doloroso e pode levar ao fracasso, mesmo sendo às vezes,extrema necessidade. Mas fazendo a transição podemos ir testando e aprovando a nova alimentação. Adorei o vídeo e a receita! Bjs M

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *